Email |
Jacareí *
 
NOTÍCIAS
Automóveis
Aviação
Consumidor
Cultura
Economia
Editorial
Educação
Emprego
Esportes
Estradas
Imóveis
Indústria
Internacional
Meio Ambiente
Polícia
Política
Religião
Saúde
Social
Trânsito

Alternative content



Alternative content



Alternative content



 
25/10/2018 09:58 - Foto: Divulgação  

POLÍTICA


Cegonheiros X Caoa Chery: Comissão do CDE busca solução

120 cegonheiros de Jacareí estão com contratos com a Montadora cancelados

Da Redação

 A Comissão Permanente de Desenvolvimento Econômico (CDE) da Câmara Municipal de Jacareí realiza hoje (25), uma reunião com o Sindicato dos Transportadores de Veículos Automotores para tratar do cancelamento de contratos de prestação de serviços com a Caoa Chery.

Segundo o presidente da Comissão foram convidados a participar do encontro, que será realizado às 10h na sede do Legislativo da cidade, o secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura, Carlos Amagai, representantes da Transportes Gabardos – atual empresa prestadora de serviço de logística da Caoa Chery – além do diretor da montadora Márcio Alfonso.

 “Os cegonheiros afirmam que foram sumariamente trocados pela Transportes Gabardo, que não utilizará mais os cegonheiros autônomos que foram parceiros e investiram na marca”, afirmou o vereador Valmir do Parque Meia Lua (DC). Além de Valmir, a Comissão é formada pelo relator Arildo Batista (PT) e por Juarez Araújo (PSD), membro.

 Segundo o sindicato, em Jacareí existem cerca de 120 trabalhadores cegonheiros que tiveram seus contratos de prestação de serviços cancelados pela montadora em função da substituição da empresa terceirizada. “A troca acontece em um momento de expansão, em que a expectativa da empresa é comercializar no mercado nacional 1.500 automóveis”, disse Júlio César Pereira da Rosa, presidente do sindicato de Jacareí.

 Diálogo – Segundo a categoria, os trabalhadores reivindicam diálogo com representantes da empresa para buscar alternativas que conciliem a manutenção de contratos dos motoristas autônomos com os interesses da montadora, que no dia 8 de outubro cancelou os contratos dos trabalhadores autônomos pela incorporação de mão de obra vinculada ao grupo Caoa, que em novembro de 2017 adquiriu 50% da fabrica chinesa no Brasil.

 “Somos 120 cegonheiros, além de outros 60 motoristas, subidores, manobristas e amarradores, todos trabalhadores de Jacareí e da região que estamos sem emprego desde segunda-feira. Por isso queremos diálogo com a empresa para encontrar uma saída que mantenha os empregos”, concluiu Júlio César.

 Na Foto:Transportadores de veículos em manifestação nas Galerias da Câmara durante sessão ordinária realizada na quarta-feira (24)

 Fonte: Câmara Municipal de Jacareí

 
 
 
 
Compartilhe:

 


Comentários:

 

Alternative content

Resolução Mínima de 1024x768 | © Jornal de Jacareí - 2016